Quem sou eu

Minha foto
Pedagoga, casada, 49 anos. Dizem que tenho dom de escritora, poetisa...mas tenho mesmo é paixão pela vida! Defendo aquilo que acredito ainda que para muitos, possa parecer loucura ou utopia. Abomino qualquer forma de preconceito, tenho defeitos como qualquer ser humano e qualidades inigualáveis. Sou romântica, sonhadora, corajosa e por vezes impulsiva! Tenho gana de viver e disposição para aprender. E em meio a tudo que já vivi, tiro conclusões positivas e esclarecedoras para escrever a minha história. Acredito sinceramente que quando queremos muito alguma coisa, o universo conspira a nosso favor! "Seja qual for o seu sonho - comece. Ousadia tem genialidade, poder e magia." (Goethe)... Resolvi criar este Blog para expressar melhor o meu mundo interior, minha visão sonhadora, realista e principalmente particular diante de assuntos diversos, sem me sentir dona da razão, até porque razão nunca foi o meu forte...Eu quero mesmo é ser feliz!!! :) Sejam todos muito bem-vindos ao "Mundo da Lú"!

segunda-feira, 23 de maio de 2011

1976 - MINHA PRIMEIRA POESIA

Eu sempre adorei escrever. Desde muito nova já rabiscava algumas poesias e textos, cheguei a ganhar pequenos prêmios na escola. No inicio da minha adolescência reuni tudo, em dois cadernos de poesia, que acabaram sumindo misteriosamente, após serem emprestados para uma certa pessoa. Eles nunca mais foram devolvidos, ainda assim, consegui refazê-los com os rascunhos que guardei e aos poucos fui relendo, ajustando e relembrando momentos. Hoje percebo que a tal pessoa além de má, sofre de um sentimento que assola as relações humanas...uma inveja desmedida por não ser capaz de aceitar a si mesma! 
Meus sentimentos por ela hoje? Dó...ela continua igual! 


Como já dizia Nietzsche: "Quando um homem usa duas faces, cedo ou tarde acaba se esquecendo qual delas é real."


Mas vamos ao que interessa! Segue a minha primeira poesia, escrita em 1976. Fiquei em 1º lugar e como prêmio, recebi da professora uma coleção de livros de Monteiro Lobato.


ABRE A PORTA ETERNIDADE


Abre a porta eternidade,
E vem junto comigo...
Não me leve a mal,
Pois só quero ser amigo.

Não pergunte o que  sou,
Pois não sou nem bicho, nem gente...
Sou apenas algo,
Algo muito diferente.

Não diga que te assustei,
Pois me sinto tenebroso,
Não diga que te chamei,
Pois me sinto um  intruso.

Não diga como sou,
Se sou feio ou bonito,
Se alguém lhe perguntar,
Responda apenas...
- É um amigo!

06.10.1976
 (Lú Soares)
Eu com 9 anos de idade

Ana Lúcia P.S.Oliveira (O autor é o titular exclusivo dos direitos autorais sobre a sua respectiva obra (Lei nº 9.610/1998, arts. 7º, I; 11; 17 e 18)



Um comentário:

  1. Ja demonstravas talento de poetiza, alma de escritora! Lindo!
    Parabens!
    Luiza

    ResponderExcluir