Quem sou eu

Minha foto
Pedagoga, casada, 46 anos. Dizem que tenho dom de escritora, poetisa...mas tenho mesmo é paixão pela vida! Defendo aquilo que acredito ainda que para muitos, possa parecer loucura ou utopia. Abomino qualquer forma de preconceito, tenho defeitos como qualquer ser humano e qualidades inigualáveis. Sou romântica, sonhadora, corajosa e por vezes impulsiva! Tenho gana de viver e disposição para aprender. E em meio a tudo que já vivi, tiro conclusões positivas e esclarecedoras para escrever a minha história. Acredito sinceramente que quando queremos muito alguma coisa, o universo conspira a nosso favor! "Seja qual for o seu sonho - comece. Ousadia tem genialidade, poder e magia." (Goethe)

sexta-feira, 13 de maio de 2011

AS SETE MARAVILHAS DO MUNDO ANTIGO


Sou apaixonada por História, seja ela antiga ou contemporânea. Interesso-me por tudo que diz respeito às outras culturas, seus costumes enfim, leio tudo que encontro pela frente! Sendo assim resolvi postar sobre um assunto que me fascina desde muito jovem, “As Sete Maravilhas do Mundo Antigo”. Não só pelo contexto histórico, mas por se tratar de obras majestosas que retratam um período interessante da civilização humana.
Para quem não sabe “As Sete Maravilhas do Mundo Antigo” é uma lista famosa de obras artísticas e arquitetônicas erguidas durante a Antiguidade Clássica. Vale ressaltar que a única que resiste parcialmente intactas são as Pirâmides de Gizé, no Egito.
Existem duas listas das sete maravilhas do mundo, uma se refere ao mundo antigo e a outra ao mundo atual. 
As Novas Sete Maravilhas do Mundo foram escolhidas em concurso informal e popular internacional promovido pela New Open World Foundation, com o lançamento da campanha New 7 wonders, que contou com mais de cem milhões de votos através de telefones celulares e da internet, enviados de todas as partes do mundo e anunciados em 7 de julho de 2007 (07/07/07), numa cerimônia em Lisboa, Portugal. O concurso não contou com o apoio da UNESCO, órgão da Organização das Nações Unidas.


OLHA SÓ QUEM ESTÁ ENTRE ELAS:





VAMOS VIAJAR NO TEMPO?

Pirâmides de Gizé: Construída há 5 mil anos a.C, levou 20 anos para ficar pronta e nesse período contou com a mão-de-obra de aproximadamente 100 mil homens. A pirâmide principal era o sepulcro do Faraó Quéops, já as duas menores, eram para os faraós Quéfrem e Miquerinos. 
As três pirâmides de Gizé, Keóps, Quéfren e Miquerinos, foram construídas como tumbas reais para os reis Khufu (Keóps, Quéops.), Quéfren, e Menkaure (pai, filho e neto), que dão nome às pirâmides. A primeira delas, Queóps, foi construída há mais de 4.500 anos, por volta do ano 2550 a.C., chamada de Grande Pirâmide, a majestosa construção de 147 metros de altura foi a maior construção feita pelo homem durante mais de quatro mil anos, sendo superada apenas no final do século XIX (precisamente em 1889), com a construção daTorre Eiffel.
O curioso é que as pirâmides de Gizé já eram as mais antigas dentre todas as maravilhas do mundo antigo (afinal, na época já fazia mais de dois mil anos que haviam sido construídas) e são justamente as únicas que se mantém até hoje. A
s pirâmides de Gizé consumiram alguns milhões de de blocos de granito e calcário. Seu revestimento original, de pedra polida, hoje se conserva apenas no topo da pirâmide de Quéfren.


Estátua de Zeus em Olímpia: Construída no século V a.C pelo fabuloso escultor Phidias. Era feita em ouro e marfim medindo de 12 a 15 metros de altura. Foi destruída num incêndio em Constantinopla – atual Istambul, na Turquia. A estátua de Zeus na cidade de Olímpia, foi construída por volta de 450 a.C., em homenagem ao principal deus grego, pelo escultor e arquiteto grego Fídias. Construída em estilo dórico, com 12 ou 15 metros de altura, era revestida de marfim, ébano, ouro e pedras preciosas. Zeus está sentado em um trono, sobre sua cabeça uma representação de uma coroa de ramos de oliveira, na mão esquerda segurava um centro, sobre o qual havia a escultura de uma águia e na mão direita, uma escultura da deusa da vitória. Em 170 a.C., um terremoto abalou o templo e a estátua. O monumento foi restaurado, mas no século IV sofreu novo ataque, quando o imperador Constantino de Bizâncio determinou que fosse retirado todo o ouro que decorava o templo. Transferida para Bizâncio em 420, foi destruída por um incêndio em 475. 


Jardins suspensos da Babilônia: É uma das Maravilhas do Mundo Antigo, datada do século VI A. C., no sul da Mesopotâmia na Babiônia citada na Bíblia ( Hoje o país do Iraque), no tempo do rei Nabucodonosor nos anos de 605-537 A. C. Este jardim foi construído para ele e a sua principal esposa Amihs. O tal jardim era formado em terraços, em diversos andares e apoiados em colunas.
A Babilônia era uma cidade grande , formosa, rodeada de muros muito fortes conhecida na época como a rainha da Ásia. Hoje só restou ruínas desta cidade com exceção da famosa PORTA de HISTAR. No ano de 537 A. C. o Império Babilônico chegou ao fim, dominado pelos Persas que passou pelo leito seco do rio Eufrates, que eles secaram.
Num passado recente, o ex-presidente Sadan Hussein (Ex-Presidente do Iraque.) ofereceu uma boa recompensa para quem pudesse da uma explicação satisfatória, como os JARDINS SUSPENSO da BABILÔNIA era irrigado.


Templo de Ártemis em Éfeso: O templo de Artemis em Éfeso, construído para a deusa grega da caça e protetora dos animais selvagens, foi o maior templo do mundo antigo. Localizado em Éfeso, atual Turquia, o templo foi construído em 550 a.C. peloarquiteto cretense Quersifrão e por seu filho, Metagenes. Após concluído virou atração turística com visitantes de diversos lugares entregando oferendas, e foi destruído em 356 a.C. por Eróstrato, que acreditava que destruindo o templo de Ártemis teria seu nome espalhado por todo o mundo. Sabendo disso, os habitantes da cidade não revelaram seu nome, só conhecido graças ao historiador Strabo. Alexandre ofereceu-se para restaurar o templo, mas ele começou a ser reconstruído só em 323 a.C., ano da morte do macedônio. Mesmo assim, em 262 d.C., ele foi novamente destruído, desta vez por um ataque dos godos. Com a conversão dos cidadãos da região e do mundo ao cristianismo, o templo foi perdendo importância e veio abaixo em 401 d.C; e hoje existe apenas um pilar da construção original em suas ruínas.


Mausoléu de Halicarnassus: Este Mausoléu foi construído no ano de 352 A. C., sua história esta ligada ao ex-rei Mausolo que morreu no ano 353 A. C., sua esposa chamada Artemísia mandou construir um tumba muito esplendorosa que veio ser o Musoléu de Halicarnasso. O nome Mausoléu de hoje em dia, se deve ao nome do rei Mausolo. Artemísia morreu dois anos após a morte do seu marido o rei Mausolo, seus restos mortais também foram colocados neste Mausoléu.


Colosso de Rhodes: O Colosso de Rodes é uma das Sete Maravilhas do Mundo Antigo. Mítica e imponente, era uma estátua de bronze de aproximadamente 30 metros que pesava 70 toneladas. Finalizada em 280 a.C pelo escultor Caré de Lindos, representava o deus Hélios que em sua mão direita segurava um farol que guiava as embarcações que entravam no porto da ilha grega a noite, que obrigatoriamente passava por entre suas pernas, já que cada um de seus pés se posicionavam em cada margem do canal que levava ao porto.
A estátua foi construída em comemoração a retirada das tropas macedônias que tentavam conquistar a ilha, e o material usado para sua confecção foram as armas deixadas pelo exército da macedônia.
A lendária Estátua do Colosso de Rodes, fonte de inspiração de poetas, políticos, escritores e pintores, ficou de pé durante 55 anos e após um terremoto caiu no fundo da baía ficando lá até que os Árabes chegaram na cidade e a venderam como sucata.
Apesar de Ptolomeu III ter se oferecido para reconstruí-la, os habitantes não aceitaram por acreditar na crença de que haviam de alguma maneira ofendido o deus Hélios. Estudos recentes feitos pela arqueóloga Alemã Ursula Vedder, publicado na revista científica P.M.History, desmente a teoria de que a estátua de rodes vigiava a entrada do porto de Rodes.
Segundo a teoria da arqueóloga a estátua do Colosso de Rodes ficaria situada no monte Smith, montanha cujos pés se localiza o povoado de Rodes, onde existiu um complexo de templos, que até então, acreditava-se que tinha sido dedicado ao Deus Apollo. Para que esta teoria seja comprovada é preciso que a arqueóloga encontre vestígios da imponente estátua em suas futuras escavações. Até lá, permanecerá o que se sabe até hoje.
O artista Alemão, Gert Hof recriará com tecnologia moderna o colosso de Rodes. Só que dessa vez será feita de escultura de luz e ficará na mesma posição que a antiga, terá entre 60 e 100 metros de altura e permitirá que as pessoas passem através dela.
A estátua, ainda em fase de planejamento, não tem previsão para ficar pronta. Seu custo estimado é de 200 milhões de euros.


Farol de Alexandria: O Farol de Alexandria que pertencia ao Egito. Este Farol foi construído em 280 A. C., na cidade de Alexandria do Egito (O Alexandre o Grande fundou diversas cidades com seu nome em diversos países inclusive no Egito.), por mando do Faraó Ptolomeu II (Quando Alexandre o Grande morreu no ano de 323 A. C., deixou uma herança da seguinte maneira, os reinos que já era dele e os conquistados ficaria dividido entre seus quatros Generais, entre eles o chamado Ptolomeu que ficaria com a região do Egito, dai a Dinastia dos Ptolomeus).
O Farol da Alexandria tinha uma altura de 135 metros de altura, a sua claridade era à base de fogo alimentado por óleo, os navios podiam enxergar durante a noite até numa distância de 50 km, o sinal deste Farol conduzia até o porto de Alexandria. No topo havia uma estátua de Hélio, o deus do Sol. Este Monumento durou até o ano de 1 302 A. D., que mediante um terremoto fez cair no fundo de uma baia do mar Mediterrâneo.




Leia mais:

Nenhum comentário:

Postar um comentário